• MaximizaRH

Cuidados e atenção do "pós-sucesso" na carreira


Administrar a carreira, bem como a própria vida, é uma responsabilidade indelegável.

Uma das tendências que caracteriza fortemente o atual mercado de trabalho no mundo corporativo, e que tem impactado de forma muito direta e profunda os executivos de alta e média gerência, é o rápido sucesso e ascensão hierárquica nas carreiras. E, de maneira geral, estas posições vem acompanhadas por vários símbolos na melhoria do “status” dos seus personagens, representados por um conjunto de “benefícios” e salários indiretos oferecidos. Um recurso muito utilizado, além de devidamente manipulado como chamariz entre os atrativos oferecidos pelas corporações.

O risco é que nem sempre estes mesmos profissionais se preparam para o fato de que, com esta mesma velocidade que toda esta dinâmica hierárquica surge, acompanhada das suas respectivas simbologias, o sucesso também se esgota. Ou seja, boa parte dos executivos nem sempre desenvolve uma visão crítica que o faça perceber a crescente transitoriedade, como uma das características do mutável universo corporativo.

Claramente as carreiras estão se tornando mais curtas dentro das estruturas organizacionais. Movimento este que é provocado pelas incertezas do mercado, maior concorrência, crises financeiras, políticas, mundiais, além de fusões, aquisições ou mudanças estratégicas. Ampliado ainda pela crescente pressão por resultados, dos acionistas e controladores do capital.

Assim sendo, nenhum histórico de sucesso em alguma posição anterior, ou até mesmo numa empresa reconhecida, é garantia de reprodução dos mesmos resultados frente a novos desafios ou cargos.

Cada vez mais o antigo e conhecido “curriculum vitae” – ou histórico profissional – tem se tornado apenas um registro do passado. Não representa nenhuma garantia de sucesso em posições futuras ou em uma nova corporação. O que vale, e será “cobrado” neste novo cenário, são resultados, agregação de valor e capacidade de inovação. São estas variáveis que, efetivamente, vão determinar a possibilidade de atingir um novo e reconhecido padrão de sucesso.

É evidente que correm maior risco executivos que buscam algum tipo de reconhecimento midiático, valorizando feitos presentes ou passados da sua história profissional.

É sempre bom lembrar que os mesmos meios de comunicação que “alavancam “ e enaltecem personagens escolhidos, e mitificados, do mundo corporativo, podem, no futuro, se tornarem seus próprios algozes. A história empresarial brasileira registra inúmeros casos de empresários e executivos que, pouco tempo depois de serem exaltados na qualidade de “gurús”, através das capas de revistas, jornais ou noticiários, caem em desgraça, esquecimento ou motivo de chacota. Muitas vezes inclusive nas próprias mídias que os enalteceram anteriormente.

Vale sempre registrar que os meios de comunicação, de forma geral, estão interessados no “fato” presente e suas versões. Não tem nenhum compromisso tanto com o passado, e, muito menos com o futuro. Podem criar e destruir “personagens” ao seu bel prazer. Ou em função do seu publico.

Registre-se que, da mesma forma que muitos profissionais não estão preparados para o fracasso, também se descuidam de administrar a transitoriedade que o sucesso pode acarretar. Menos ainda desenvolvem qualquer estrutura para encarar o ostraciscmo.

Administrar a carreira, bem como a própria vida, é uma responsabilidade indelegável.

O que ainda nos dias de hoje temos a lamentar é que muitas pessoas não se apropriam da sua história, percurso de vida e, menos ainda, assumem a “autoria” da sua biografia.

Isto requer um processo de reflexão, auto-crítica e uma educação que deve ser iniciada desde muito cedo. Pais e famílias tem a responsabilidade de formar indivíduos para a vida. Não apenas para sí mesmos ou instituições de interesses e estratégias transitórias.

Fonte: Administradores.com.br


  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

NOSSOS PRODUTOS

Oferecemos mais, maximizando nosso alcance.

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL

cada mês um tema diferente pra você. fique por dentro.